Flores do meu jardim

Os meus netos são as flores do meu jardim.

Ouvi esta expressão metafórica de uma das senhoras da minha aldeia quando me falava sobre os netos, pondo nas palavras um amor e uma alegria tão grandes que lhe iluminavam os olhos e o sorriso. Pensei, então, em fotografar senhoras da minha aldeia que fossem avós.

Mourilhe é uma pequena aldeia, colocada na encosta do planalto de Mangualde, virada a sul, para a Serra da Estrela. Como todas as aldeias do interior, tem os mesmos problemas de envelhecimento da população, com uma taxa de emigração considerável. Ainda assim, a população conseguiu manter-se, sobretudo graças aos filhos das senhoras que fotografei que, em algum número, fixaram residência em Mourilhe. Alguns dos netos enchem as escolas de Mangualde, as aulas da catequese, os lugares do Grupo Coral, e também as ruas da aldeia.

Marquei uma noite depois de jantar para a sessão. Pedi que viessem de roupa escura, mas não quis ser demasiado imperativa. Comprei flores no mercado. Os oito retratos são de oito avós. O número dos cravos corresponde ao número dos netos. A intenção foi fotografar o sorriso como reacção à pergunta “como se sentiu quando soube que ia ser avó”?

A Dª Lídia tem 3 netos, e nenhum vive na aldeia. A Dª Arminda tem 4 netos e todos vivem na aldeia. A Dª Alice tinha quase 4 netos.  A Dª Fernanda tem 2 netos, e vivem os dois fora do país. A Dª Amélia tem  3 netos; vivem todos com ela. A Dª Graça tem 11 netos, meus sobrinhos; 4 vivem na aldeia. A Dª Jana tem 9 netos; 7 viviam na aldeia. A Dª Ana tem uma neta que vive na aldeia.

Estas oito fotografias são parte de um conjunto maior. Imaginei uma segunda pergunta, que suscitasse resposta diferente. A pergunta colocada era mais dura: “como se sentiria a ausência de um neto”? A minha intenção era utilizar a palavra “perda”, mais definitiva, mas não consegui. Experimentei uma vez e não repeti, e fiquei pela primeira versão da “ausência”. Ainda assim tive alguns resultados que mostram claramente uma reacção imediata à ideia proposta. Como não consegui esses resultados, de forma coerente, com as oito avós, optei pelos oito retratos apresentados: oito mulheres que exprimem a alegria de serem avós, segurando nas mãos, com carinho, as flores que simbolizavam os netos.

Advertisements

2 thoughts on “Flores do meu jardim

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s